Ornella%20de%20Luca%20(low-res)-22_edite

BIOGRAFIA

Português

A soprano ítalo-brasileira Ornella de Lucca estuda atualmente Mestrado na Universität Mozarteum de Salzburg, na Áustria. Cursou Ópera na classe dos professores Gernot Sahler e Alexander von Pfeil, Lied com o renomado barítono Wolfgang Holzmair e estuda canto com a soprano americana Barbara Bonney. Destacou-se em produções da Classe de Ópera do Mozarteum como “Olympia” nos “Contos de Hoffman” de J. Offenbach e “Leocadia” em “Reigen” de P. Boesmans.

Ornella de Lucca graduou-se no Bacharelado em Canto pela Universität Mozarteum em 2018 e durante o curso pôde participar de vários projetos junto ao “Mozart Opera Institute” (MOI), um programa da universidade fundado e organizado por Joseph Wallnig, que tem como foco a prática de performances históricas dos períodos Barroco tardio e Clássico. Junto ao MOI interpretou os papéis “Mademoiselle Silberklang”, na ópera “Der Schauspieldirektor” de W. A. Mozart e “Atalanta” em “La Corona” de C. W. Gluck.

Em produções da Universität Mozarteum, interpretou os papéis “Serpina” em “La Serva Padrona” de G. B. Pergolesi, e “Fanny” em “La Cambiale di Matrimonio” de G. Rossini.

Em 2019 na ópera “Le pardon de Plöemel” de Meyerbeer interpretou a personagem “Dinorah” no Landestheater em Linz, Áustria, além de “Rosina” no “Il Barbiere di Siviglia”de G. Rossini durante o Operastudio “Arte in Scena” na Isola del Giglio, Itália, dirigida pelo maestro Matteo Bariani. Em sua cidade natal, no início dos seus estudos, interpretou os papéis “Gerardino” na ópera “Gianni Schicchi” de G. Puccini durante a Oficina de Música de Curitiba e ‘uma Flor’ na ópera brasileira “A Vovozinha”, de Benedito Nicolau dos Santos.

 

Ornella de Lucca começou seu estudo muito jovem na sua cidade natal de Curitiba (Paraná), Brasil, com a renomada soprano Neyde Thomas. Antes de se transferir para a Europa em 2013, cursou a Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP), em Curitiba, na classe da mezzo-soprano Denise Sartori. Lá pôde participar de várias produções, dentre as quais “The Mikado” e “Trial by Jury”, de Gilbert & Sullivan, e “Monsieur Choufleuri Restera Chez Lui” de J. Offenbach. Participou também de vários Masterclasses internacionais com personalidades como William Matteuzzi, Carlo Colombara, Claudio Desderi, Mariana Cioromila, Evelyn Tubb, Grace Bumbry, Rio Novello, dentre outros.

Em julho de 2021 participou como solista no concerto de inauguração da Accademia Chigiana em Siena na Itália cantando 'Pulcinella' de Igor Stravinsky